Alguns de vocês que frequentam o mundo Linux devem ter ouvido falar do Gnash. Ele é a implementação livre do Flash Player da Adobe. A FSF está obcecada com ele, e não tiro a razão, afinal, é da natureza deles se preocupar em ter software livre para todo tipo de coisa, em espcial “implementações livres de softwares proprietários”.

Veja bem, não estou sendo mau, apenas criticando um pouco quando eles falam da “liberdade”. É que sempre fico um pouco chateado com toda essa história de liberdade. Dizem que se você usa software livre você será livre para escolher. Mas eu li um artigo outro dia que falava sobre “linuxers híbridos”. Minha Summer! Quanta baboseira! É como se por usar Linux você ficasse automaticamente proibido de usar MSN, Hotmail e programas e serviços proprietários. Não estou dizendo que há uma proibição direta, mas ficam forçando todo mundo a só usar software livre! Onde está a liberdade?

Não uso Linux por que é livre, mas porque é útil em primeiro lugar. Claro que ser livre é uma grande vantagem, mas não é a principal. Eu não vou trocar meu Flash Player 10 pelo Gnash nem morto! Pelo menos não enquanto o Flash Player prover tudo que preciso. E aqui vai um aviso ao pessoal que usa Linux: “não deixem de usar softwares maravilhosos como Flash Player, Opera e outros por causa da gos se que esse povo fala, use porque gosta!”

Anúncios