Às vezes tenho raiva com o Linux, como quando ele me deixou na mão uma vez que meu computador pifou. Não sei qual foi o problema, mas ele nem sequer mostrava o teste de memória. Seja lá como for, dias depois ele voltou a funcionar normalmente. Ao inciá-lo, o Windows XP iniciou uma ferramenta de diagnóstico e correção que fez o sistema voltar ao normal. Ao dar o boot pelo Kurumin, o sistema pediu que eu entrasse com a senha de root para restaurar o sistema. Após dar algumas instruções em modo-texto, apareceu o prompt de root. Segui as instruções mas não consegui restaurar o Linux… A solução foi reinstalá-lo.

Ponto contra o Linux 0 x 1

Bem, hoje eu vi algo que me agradou muito: uma moça chegou na Biblioteca do Curso de Física da UFC com um celular Sony-Ericsson, querendo plugá-lo nos pcs destinados aos alunos de graduação. Os computadores da biblioteca são Pentium II 350 Mhz com 256 Mb de RAM. Disse a ela que provavelmente o celular não funcionaria, mas para minha surpresa funcionou! Ele foi detectado como uma pen-drive, aparecendo um ícone na área de trabalho. Bastou clicar no ícone que o celular foi montado e a garota pôde ler e gravar seus arquivos.

Ponto para o Linux 1 x 1

Anúncios